Movimento Poder Rosa para o empoderamento da mulher

A figura da mulher, passou de elemento secundário, a ser algo extremamente importante na sociedade atual, onde exerce cada vez mais um papel de protagonista, embora as desigualdades de gênero permanecem profundamente arraigadas na sociedade, com as heranças históricas do sistema social patriarcal, que, ainda que de forma velada, limitam o pleno exercício de seus potenciais.

Mulheres em todas as partes do mundo ainda sofrem os mais diversos tipos de violência e discriminação. Muitas não têm acesso a um trabalho decente e, aquelas que o tem, ainda enfrentam disparidades salariais e ocupacionais de segregação de gênero. Elas estão sub-representadas nos processos decisórios na política e na economia.

A discriminação e o preconceito com relação à mulher impedem o aproveitamento e o desenvolvimento integral de suas potencialidades, o que resulta em perda para toda uma sociedade, que embora muito desenvolvida do ponto de vista tecnológico, ainda engatinha em termos de desenvolvimento e compreensão emocional do próprio ser humano.

O fato é que uma mudança social dessa importância e dessa extensão não se faz da noite para o dia, de modo repentino, sem um preparo adequado. Esse processo depende essencialmente de uma conscientização social sobre a importância do equilíbrio da participação de homens e mulheres nos espaços de poder e decisão. E a conscientização precisa acontecer de dentro para fora, ou seja, deve começar pela própria mulher.

Nesse contexto, foi criado o movimento Poder Rosa para o empoderamento da mulher, com vistas a valorizar o talento e a capacidade da mulher e a promover a equidade de gênero em todos os ambientes onde a mulher ainda é discriminada.

O Movimento surge como um espaço não só para debater os vieses inconscientes (barreiras invisíveis) que impedem as mulheres de avançar nos espaços de decisão e poder, mas principalmente para prover soluções práticas que permitam eliminar as situações de discriminação, promovendo a equidade entre homens e mulheres.

Anúncios